quarta-feira, 11 de abril de 2012

Mãe de Guri!!!

Para quem está chegando no blog agora e ainda não sabe, eu sou mãe de um casal. Letícia de 3 anos, e Arthur de 1. Letícia chegou primeiro,  nunca foi uma criança "quietinha" porém, sempre teve um ar de "lady", que faz mamãe morrer de orgulho até hoje. Na sua fase de descoberta do mundo, por volta de 1 ano de idade, ela como qualquer criança queria mexer ou subir onde não pode, mas eu dizia e mostrava com o dedinho  que não podia,  e ela compreendia e freiava o movimento no mesmo instante. Nunca precisei mudar as coisas de lugar, esconder os enfeites da casa, pois ela sempre foi extremamente compreensiva e mesmo pequenininha absorvia o certo do errado. Então chegou o Arthur, que ironicamente foi um bebê muito tranqüilo, fato que nunca me fez desconfiar do que estava por vir... Pois bem, foi só completar 1 ano, que o meu bebê tranquilo desapareceu e um pequeno furacão assumiu o seu lugar. Arthur não para um segundo, mexe em tudo, sobe em tudo, coloca o dedo na tomada, quer escalar as mesas, janelas e pias, fuça em todas as gavetas, não pode ver nada dando sopa que leva até a boca ( já tirei  coisas inimagináveis de dentro da boca dele)...Não e Sim para ele tem o mesmo significado, ele ignora nossos apelos, nem liga se falamos mais alto e até os tapinhas na mão não surtem muito efeito. Arthur é o dono do mundo e tem uma sede sem fim em explorar o universo à sua volta.
Confesso que fiquei assustada com a diferença da personalidade dele e da Letícia, mas conversando com outras mães de meninos, descobri que a maioria deles são como o Arthur. Entendi que é da natureza masculina serem levados. Serem moleques. Serem danados e articularem coisas que jamais passaria na cabeça das meninas. Meninos são imensamente ativos e dotados de uma energia inegostável.
Não vou negar que muitas vezes sinto-me esgotada física e mentalmente nos cuidados com o Arthur, porém esses dias ele ficou doente e ficava caidinho pelos cantos, sem a sua vivacidade e energia costumeira, então fiquei com o coração apertado e roguei a Deus que o fizesse ficar bom logo...Tudo o que eu mais queria era meu menino espoleta de volta, fazendo traquinagens pela casa novamente....como dizia minha vó: graças a Deus que ele é danado, sinal que tem saúde...Isso é a mais pura verdade, apesar do trabalho e do cansaço, amo ser mãe desse gurizinho sapeca que enche a casa de vida e inunda meu coração de amor.

Arthur em um dos seu momentos do dia: "Dessa vez minha mãe enfarta"
Mães de meninos, por favor se manifestem, pois é sempre consolador saber que tem gente no mesmo barco que o nosso...rs

Um comentário:

  1. Good evening, just a quick note to let you know that I love your blog, so I'm not depriving myself! Thank you for all the work it represents and for all the pleasure I find in it.

    Voyance gratuite en ligne par mail en direct

    ResponderExcluir

Vou adorar saber sua opinião sobre esse assunto!

Disqus for maenual




eXTReMe Tracker