sexta-feira, 6 de maio de 2016

Meu primeiro dia das mães sem Maria!

Bom Dia amores!

O Dia das mães se aproxima e hoje quero dividir um post comovente escrito por uma grande amiga, que perdeu sua mãe neste ano e escreveu um lindo texto contando um pouco como tudo aconteceu e seus sentimentos em passar o primeiro dia das mães sem a pessoa mais importante da sua vida.
Fica também a reflexão para aproveitarmos cada segundo ao lado de quem amamos.
Muito obrigada Mari por compartilhar sua linda história de amor!

"Eu não imaginei que aquele dia 3 de Dezembro de 2015, mudaria tanto a minha vida...
Tudo amanheceu normal em casa, o barulho do fogão acendendo para esquentar a água do café... até que minha mãe me chamou e disse:
- Mariana, vem cá. Eu estou tonta.
Pulei da cama e fui para a cozinha.
Percebi que ela estava com a percepção espaço-temporal alterada.
Liguei para minha irmã e fomos para o hospital. Um dia todo internada e nenhuma alteração no exame de sangue ou na tomografia. Um remédio receitado e o diagnóstico de um AVCIT - Acidente Vascular Cerebral Isquêmico Transitório.
Passado o susto, a vida seguiu normalmente, marcamos o geriatra para ela, as idas ao mercado sozinha continuaram de forma tranquila...
Até que no domingo, dia 20 de Dezembro, assistimos a final do mundial de futebol e repetiu-se todo o ocorrido do dia 3...
Minha irmã estava viajando, chamei o SAMU e ela foi levada para o hospital, mais um dia inteiro e o mesmo diagnóstico: AVCIT.
Na manhã de segunda, fomos ao cardiologista; bateria de exames, arritmia e muitas alterações nos resultados; ela foi internada dia 23 de Dezembro.
Começou aí o pior Natal da minha vida...
Na tarde do dia 24, minhas tias, amigas e primas, nos visitaram, levaram até rabanada para a gente. Era o máximo de proximidade do Natal que teríamos.
Logo minha mãe que adorava essa data e fazia a rabanada mais gostosa do planeta...
Na noite do dia 24, enquanto a maioria das famílias, inclusive a nossa, se reuniam para celebrar o nascimento de Jesus, eu e minha mãe estávamos na sala de espera para que ela fizesse uma ressonância magnética cerebral.
Só eu sei a solidão e o frio daquela sala enquanto o exame era feito, ninguém poderá sentir por mim o que esse Natal significou.
No dia 26, o médico me chamou no corredor, veio a bomba... o resultado da ressonância apontou múltiplos nódulos sugestivos de metástase.
Sim. Câncer.
Entrei no quarto e ela me perguntou:
- eu vou ficar boa?
Eu tremia como nunca havia acontecido na minha vida, apenas respondi:
- sim mãe, só apareceram algumas sequelas reversíveis do avc.
Entrei no quarto ao lado, que estava vazio, comecei a passar mal, um buraco se abriu debaixo dos meus pés...
Minha irmã chegou e iniciamos uma busca louca para tentar algum tratamento.
No dia 30 de Dezembro, veio a suspeita de que o tumor primário era no seio, nesse dia, ela soube apenas que tinha um caroço e provavelmente precisaria ser operada. Sentamos as três na sala e ela disse que não queria ninguém preocupado e que se algo acontecesse, ela queria ser cremada.
Passamos o réveillon juntas, minha mãe nunca se abalava diante de obstáculos, só achou que seria um início de ano complicado. Eu tive medo... eu estava certa.
Dia 7 de Janeiro, ela passou mal novamente, foi internada e as informações vieram como uma avalanche.
Câncer, tumor de mama confirmado, paralisia do lado esquerdo, movimento involuntário do lado direito, exames diários, trocas incontáveis de fraldas, pneumonia, anemia, choque... moramos mais de um mês no hospital.
E a pior constatação: câncer em estado terminal.

Meus amigos organizaram uma campanha para arrecadação de fraldas, foram mais de 70 pacotes; a equipe de basquete (esporte que ela amava) do Bauru e o ator Emílio Dantas, gravaram vídeo desejando muita força para ela. Foi uma forma que encontrei de fazê-la se sentir querida e amada. Os olhinhos dela brilhavam assistindo.
Tive que tomar decisões horríveis com a minha irmã; decidimos não submete-lá a radioterapia, decidimos não contar nada abertamente, em algum momento ela desconfiou, mas nós jamais daríamos certeza.
Eu não sabia mais o que pedir para Deus, fiz tantas promessas, mas sentia minha mãe cada dia mais distante, mais abatida...
Até que no dia 13 de Fevereiro, não teve jeito e ela se foi, abraçada comigo... enquanto os batimentos cardíacos baixavam de 130 para 48, eu a abracei e agradeci por tudo, pedi perdão por não ter contado toda a verdade para ela... disse que não saberia o que fazer para amenizar a falta que sentiríamos uma da outra. Desejei paz e ao olhar para ela, uma lágrima escorreu por seu rosto.
Nessa hora a equipe médica já estava no quarto, minha irmã chegou, ela deu o último suspiro.
Mais que a minha mãe, eu perdi uma grande amiga, uma parceira, sabe?
Perdi aquela que me amava incondicionalmente, que pagava o preço comigo, que deixava sempre o último pedaço de chocolate para mim.
Desfazer o quarto dela em casa, foi a parte mais dolorosa desse processo. 
Ela era espetacular, uma avó sensacional para o meu sobrinho; a cada visita dele, ela acordava absurdamente bem. Enquanto eu ainda conseguia ser objetiva com Deus, eu pedia para que ela ficasse tempo suficiente para que o Arthur lembrasse dela, talvez aí esteja uma das minhas maiores dores, daqui a algum tempo ela será só uma lembrança na fotografia.
Minha mãe me ensinou sobre amor de forma simples, além do "eu te amo" trocado constantemente, todo mesversário, ela me parabenizava, me levava café na cama de manhã e me enchia de beijos, sempre acenava para mim da varanda... me abençoando.
Eu morri um pouco com ela, a vida perdeu um tanto do seu brilho, preciso me esforçar de forma surreal para levantar todo dia e trabalhar, choro todos os dias, nunca mais dormi uma noite completa; mesmo com remédios. 
Esse é o meu primeiro dia das mães sem aquela pessoa que transbordava amor e fé, sem a certeza de um porto seguro para voltar todas as vezes que a vida me desse uma rasteira, de colo para chorar por qualquer frustração.
Abandono e desamparo definem bem. Fiquei com a sensação de que não posso mais errar em nada.
E aquele velho clichê: aproveite aqueles que você ama enquanto eles estão aqui, passa a fazer todo sentido.
E eu espero um dia, ser metade do que ela foi como mãe, se eu conseguir isso, talvez eu volte a ser feliz. "

-- 
Mariana M. de Moura Oliveira
Psicóloga esportiva e clínica
(61) 9548-1001

CRP 01/14263 


quarta-feira, 4 de maio de 2016

Saudade Antecipada!

Desde que o facebook começou a mostrar lembranças de postagens antigas, sinto um aperto no peito cada vez que me deparo com uma foto das crianças menores. Todos os dias engulo uma pequena dose de nostalgia acompanhada da minha impotência em não poder impedir que eles cresçam tão rápido.
Mas bem lá no fundo eu sei, que o que sinto na verdade, é uma saudade antecipada. Saudade desse tempo que estou vivendo em que tenho eles tão disponíveis e plenos pra mim.
Tenho consciência que em nenhuma outra fase, a figura da mãe é tão essencial quanto na infância. Nunca seremos tão incansavelmente amados por eles como agora, simplesmente porque assim é o ciclo da vida. O tempo passa e os leva para novos vôos, descobertas e possibilidades. Nós continuaremos aqui sempre disponíveis, porém nosso beijo que curava qualquer coisa não será mais suficiente quando eles aparecerem com o coração quebrado. Nosso colo será cada vez menos solicitado, os veremos encantados por pessoas diversas que chegarão, e vamos sempre nos lembrar com um sorriso no rosto e o peito rasgando de saudade dessa fase tão linda da vida, em que nada nem ninguém tinha forças suficientes para abalar esse elo tão profundo, mágico e visceral onde éramos o ninho em que eles encontravam a paz e o lugar seguro para onde sempre voltavam.


segunda-feira, 2 de maio de 2016

Mães na Moda Shopping Campo Grande!

Olá Amores!

Está chegando uma das datas mais lindas do ano, o Dia das Mães e para homenagear aquela pessoa que dedica sua vida aos filhos, o Shopping Campo Grande realiza um evento todinho dedicado a elas, o Mães na Moda, que acontece entre os dias 04 e 08 de maio. 
 Moda, beleza, empreendedorismo, decoração e bate-papo com mulheres de sucesso integram a programação, que inicia com uma palestra exclusiva da jornalista, empresária, consultora e ícone de moda e etiqueta no Brasil, Glória Kalil, às 19h do dia 04.
No dia 07/05, às 16h,  estarei participando de uma mesa redonda abordando diversos assuntos relacionados a maternidade, juntamente com as mamães bloggers Nina (Mãelabaristas) e Débora ( A Mãe coruja). Vocês estão convidadíssimas, vou adorar a presença de todas!
Confiram a programação completa do evento:




quinta-feira, 28 de abril de 2016

Contação de História Green: A Felicidade tem cor!

Bom Dia Amores!

Neste sábado (30) a loja Green promove mais uma edição do seu novo vídeo: A Felicidade tem cor!
 O livro conta a história do pequeno Benjamin, um menino que certa vez acorda e se depara com um mundo todo em preto e branco, deixando-o, ainda que não tenha plena consciência, entediado e desiludido com a vida. Sem ver graça no seu dia a dia, está sempre achando que algo está faltando. Até que uma amiga, que tem a sensibilidade de enxergar as pequenas coisas da vida de forma encantadora, leva Benjamin a sentir o gosto colorido da felicidade.

O evento acontece em dois horários: 9:30 e 16 hs, com pipoca algodão doce, e um livrinho de presente para as crianças que estiverem presentes!

A Leticia e o Arthur amam as contações da Green, nós não vamos perder e vocês?



terça-feira, 26 de abril de 2016

Etiqueta para boa convivência entre mães!

Bom Dia amores!

Esse post não tem o objetivo de ditar regras, afinal quem sou eu para isso? Prefiro chamar de etiquetas para boa convivência entre mães, afinal bom-senso nunca é demais. Caso vocês tenham mais alguma sugestão fiquem a vontade para acrescentar nos comentários:

1- Quando uma mãe está contando sobre alguma conquista do seu filho resista em atropelá-la para dizer que o seu faz melhor.

2- Se você não concorda com a maneira que uma mãe educa seu filho, há diversas formas de expressar isso sem ofendê-la ou menosprezá-la, procure sempre bons argumentos palavras dóceis quando for fazer criticas.

3- Jamais use expressões que detonem a auto-estima já detonada de uma recém mãe, como comentários sobre o peso ou olheiras.

4- Há pessoas que sentem-se magoadas quando não são chamadas para festas de aniversários, porém nunca retribuem o convite. Antes de magoar-se pelo convite que não recebeu lembre-se se essa pessoa também estava presente na sua lista.

5- Evite comentários do tipo: Nossa ele ainda não anda, ou desse tamanho e ainda mama no peito? Cada criança tem seu tempo de desenvolvimento e cada mãe sua série de valores e rotina própria, portanto acredite, comentários desse tipo soam depreciação e nenhuma mãe gosta de recebê-lo.

6- Quando seu filho estiver doente, principalmente viroses contagiosas não o mande para escola ou lugares públicos onde terá contato com outras crianças. É uma forma de respeito com ele e com os filhos das outras pessoas.

7- Todos sabemos que tem uma fase que as mordidas acontecem, porém é preciso conversar e ensinar para que isso não se torne um ato frequente, mesmo a mãe mais compreensiva do mundo uma hora ficará chateada ao ver seu filho mordido repetidas vezes pela mesma criança.

8- Crianças brigam por espaço, disputa de brinquedos e mil outras coisinhas, porém minutos depois já esquecerão e estão brincando juntos como se nada tivesse acontecido. Por isso, procure não interferir e deixar que eles se resolvam, com exceção se seu filho machucar a outra criança, é muito chato ver seu filho machucado e perceber que a criança que o machucou não recebeu nenhuma repreensão por isso.

9- Não seja a mãe que sempre quer levar vantagem. Furar a fila da cama elástica. Pegar várias lembranças nos aniversários (o anfitrião tem um planejamento quanto ao número de lembranças). Tentar subornar a secretária do pediatra para seu filho ser atendido primeiro (sim, já vi mãe fazendo isso). Não devolver o brinquedo do amigo que seu filho fez um escândalo e não quis entregar na hora de ir embora, e a outra mãe gentilmente emprestou para que ele levasse. Atitudes como essas contribuem para que você seja a mãe excluída que ninguém quer ter por perto.

10- Toda mãe acha o seu filho o mais lindo, mais inteligente, mais tudo no mundo, além de ser a parte que mais dói na gente quando é atingida. Por isso, jamais menospreze os filhos alheios.








sexta-feira, 22 de abril de 2016

Inauguração Espaço Baby- Nova Saúde!

Olá Amores!

Semana passada estive presente em um delicioso café da manhã para a inauguração do Espaço Baby da empresa Nova Saúde, e vim compartilhar essa novidade com vocês.
A Nova Saúde é uma empresa que está há 40 anos no mercado, e comercializa milhares de produtos, entre eles possui uma linha completa para saúde e bem estar. Pensando na mamãe e no bebê, a empresa lançou neste mês de abril um espaço especial: o Espaço Baby, onde as mamães encontram desde produtos para gestação: sutiãs, cintas pós-parto, bermudas modeladoras, body, calcinhas, como para o pós parto e cuidados com o bebê, incluindo: protetor de seio, mamadeiras, chupetas, tesoura, higienizador de mamadeira, sacos de esterilização, bicos e muito mais.
Mas o espaço baby não é só para as mamães. Com tanta variedade de produtos, ele é excelente para quem está na dúvida e deseja presentear a mamãe ou o bebê.
Anotem aí mais uma opção que leva o nosso Selo Mãenual de Recomendação!






















Nova Saúde
 Rua 25 de dezembro, 967,
 Tel: 3321-8844


sexta-feira, 15 de abril de 2016

Amor sem economia!

Não dê mto colo para o bebê não ficar mal acostumado....
Deixe ele chorar no berço....
Não mime...
Não estrague...
Não deixe dormir na sua cama...
Não valorize quando ele fizer drama...
Não isso, não aquilo...

A gente já economiza á água, a luz, as idas no restaurantes, os itens do supermercado...então, para os que se sentem tão entendedores de como  educar um filho, por favor,  não venha me pedir pra economizar amor, que esse meu amigo, eu não economizo mesmo! #amorsemeconomia #voudarcolobeijomimoeamorsim #elescrescemrápidodemais




quinta-feira, 14 de abril de 2016

Sorteio Combo de Beleza!!!

S͙o͙r͙t͙e͙i͙o͙ B͙h͙o͙u͙s͙e͙m͙o͙d͙a͙e͙b͙e͙l͙e͙z͙a͙
Olá amores tudo bem?
Quem me segue no snap acompanha os cuidados de beleza que eu procuro ter mesmo com a correria e atribuições do dia a dia, pois acredito que é fundamental separar um tempinho para cuidar da gente. Isso melhora o astral, a auto-estima e nos deixa muito mais felizes. Por isso, fiquei mega feliz com esse combo que ganhei do espaço @bhousemodaebeleza para sortear e presentear vocês. A vencedora ganhará uma produção completa contendo: MANICURE, PEDICURE, PEELING DE DIAMANTE, ESCOVA E MAKE! MulherBatomEsmalte de unha🏻Já pensou que delicia ganhar tudo isso e sair pronta pra arrasar por aí? O sorteio já foi lançado no instagram do blog e será realizado no dia 22/04. Corram lá e participem!!!



quinta-feira, 7 de abril de 2016

Sobre maternidade, aprendizados e amor...

A maternidade é assim, chega como um furacão independente de você ter planejado ou não, independente de ter feito cursos de gestante ou lido pilhas de livro. O que ninguém informa é que muitas vezes o seu bebê não se encaixa com as inúmeras teorias descritas nos cursos e nos livros. Impossível não  sentir-se insegura com aquele serzinho tão indefeso e dependente de você. Porém, vamos dando um jeitinho aqui e ali, vamos aprendendo a decifrar primeiramente o olhar, depois o choro e mais tarde a alma daquela pessoinha que chegou e transformou o seu mundo.
Com o tempo vamos descobrindo que filho não quebra, que precisa de "Nãos", que não morre de fome se você não arrumar a mamadeira imediatamente, que machucados saram, que ele sobrevive enquanto vc vai ali na academia 1 horinha cuidar de um pouco de você, que engolir o chiclete faz parte, que ás vezes é necessário não interferir e deixar que ele e o amigo se resolvam nas briguinhas cotidianas...
O tempo e apenas ele, nos faz mais serenas, nos liberta da ansiedade e principalmente da necessidade frustrante e inatingível de ser uma mãe perfeita. Hoje eu já entendo que eu erro e ainda errarei muitas vezes, e ok, não sou uma péssima mãe por isso, apenas uma mãe em constante aprendizado e lapidação, que tenta a cada dia se livrar de pesos desnecessários e se reabastecer diariamente com o que realmente importa e o que nos faz ser melhores: esse amor visceral e inabalável que os filhos nos despertam.

Cinthia Moralles


terça-feira, 5 de abril de 2016

3° edição do Bazar Banana Chic

Olá amores!

No dias 09 e 10 de abril (próximo fim de semana) acontece a 3° edição do Bazar Banana Chic, que promete repetir o sucesso das edições anteriores. Já anotem aí na agenda pois o programa é imperdível.  No bazar é possível encontrar artigos novos e semi novos com precinhos super atrativos para adultos e crianças, e ainda ajudar a Instituição de caridade Cotolengo, que receberá uma parte da receita do bazar.
Nesta edição o evento acontecerá no buffet infantil Galinzé, e não faltarão atrações para os pequenos na área recreativa do buffet, tais como: labirinto, pescaria, circuito com tobogã, arqueologia, camarim, construção, barco pirata e fazendinha.
A empresa de recreação Caramello e Cia também estará presente promovendo pintura facial e escultura de balões.
Outra novidade é a área de Gastronomia, com a revenda de Alimentos e Bebidas que será feita por diferentes parceiros: Mamma Mia- Food Truck, Saluttare Dietas, LIVE- Alimentos Funcionais, Ateliê da Cacau- Doceria, Paletero- Paletas Mexicanas.


Fique por dentro de toda a programação do Bazar Banana Chic:


Área recreativa do buffet Galinzé:




Acompanhem também o instagram e facebook para saber de todas as novidades, sorteios e informações sobre o bazar:

Instagram: @bazarbananachic
Facebook: https://www.facebook.com/bazarbananachic/?fref=ts

Disqus for maenual




eXTReMe Tracker