quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Eu, mãe...

É engraçado como a maternidade nos transforma. Você passa a olhar os rótulos dos produtos que seu filho vai consumir para ver se estão livre de gordura trans, troca o salto alto pela sapatilha, desmarca o horário do pé e mão porque conseguiu um encaixe no pediatra, deixa de comprar aquele vestido incrível porque ele é o mesmo preço do kit de personagens do filme Frozen que sua filha ama e considera uma boa troca. A maternidade nos faz ver o mundo com olhos mais generosos, faz a alma se sensibilizar e o coração se apertar com a dor de outras mães, faz em muitos casos o casamento ficar em segundo plano e a vida profissional em standy by. Um filho é uma guinada de 360 graus no seu mundo, no seu universo, naquilo que você considerava importante e descobre que nada mais tem a mesma importância que aquele ser que você gerou e acalentou nos braços. Tem o lado louco também. Você perde a liberdade até dos pensamentos, ganha uma responsabilidade que até sufoca, é assolada por dúvidas e medos que não tinha, se interroga se está no caminho certo no que diz respeito a educação, sente-se frustrada, decepcionada e cansada em diversos momentos, e porque não dizer, até com uma ponta de saudade de quando tinha o controle total sobre a própria vida. E ainda assim, não se imagina nunca mais sem o cheiro morno que exala da pele de um filho, sem aos beijos melados, sem os sons que enchem de vida qualquer casa onde mora uma criança, sem esse amor que não conhece medidas ou condições e que chega sem pedir licença arrebata a gente para sempre.


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Horário de Verão e a mudança na rotina das crianças

Neste domingo (19), começou o horário de verão nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste - o que signifca que é preciso adiantar o relógio em uma hora neste dia. Pode parecer pouco tempo, mas essa mudança pode deixar o seu filho mais preguiçoso na primeira semana. Isso porque o relógio biológico das crianças (e o seu) precisa se acostumar, trazendo uma consequência maior principalmente no momento de dormir.
Segundo Arnaldo Lichtenstein, clínico geral do Hospital das Clínicas (SP), isso acontece porque o hormônio regulador do sono, chamado melatonina, é acionado pela falta de luz. Como “escurece” mais tarde durante o horário de verão (lá pelas 20h ainda pode estar claro), essa dinâmica é alterada.
Mau humor, cansaço, falta de apetite e preguiça estão entre os sintomas comuns no período de adaptação. As crianças que já têm uma rotina mais consolidada acabam sentindo mais. No entanto, o neurologista Leonardo Ireradi, do Hospital Israelita Albert Einstein (SP), alerta: “Não se deve dormir durante o dia para compensar a noite mal dormida”, e sim, ir se acostumando aos poucos com o novo horário.
Mas há também benefícios nessa mudança, sim! Uma pesquisa realizada pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) identificou que no horário de verão pais e crianças passam mais tempo juntos (afinal, o período para se divertir ao ar livre é maior), sem contar na economia da conta de luz da sua casa.
Para driblar os efeitos do novo horário

- Não estranhe se o apetite do seu filho diminuir. Isso é normal, já que ele terá de comer uma hora mais cedo. “Vale nos primeiros dias oferecer à criança uma dieta mais leve e até priorizar os alimentos favoritos dela”, diz Hamilton Robledo, pediatra do Hospital São Camilo (SP). Depois, gradualmente, volte com a alimentação normal.
- Para que o seu filho durma a quantidade de horas diárias de que ele precisa (veja tabela por idade), um dia antes da mudança de horário, coloque-o para deitar um pouco mais cedo. Nos outros dias, faça com que o ritual para dormir comece antes do que o comum. Se a criança adormece normalmente em 30 minutos, ela pode demorar mais do que isso durante a fase de adaptação ao novo horário.
- Evite alimentos pesados e estimulantes, como refrigerante e chocolate, antes da hora de dormir. E não inicie atividades físicas neste período, para não agitar as crianças.
- Crie em casa um ambiente tranquilo. Faça uma massagem no seu filho, leia um livro, invente uma história ou coloque uma música calma. Isso vai ajudá-lo a relaxar.


Fonte Revista Crescer

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Projeto Itaú: Leia para uma criança!

Olá Pessoal!!!
Hoje vim dar uma dica super legal para quem ainda não conhece  o projeto de incentivo a leitura criado pelo Banco Itaú, chamado: Leia para uma criança. #issomudaomundo
Eles distribuem gratuitamente livros  premiados e recomendados por educadores e especialistas em literatura infantil. A cada ano são selecionados novos títulos, que são entregues pelos Correios, mediante preenchimento de cadastro de solicitação que você encontra aqui.
Neste ano os títulos escolhidos foram: "Gato pra cá, rato pra lá", de Sylvia Orthof e  "Papai!", de Philippe Corentin.
Não precisa ser cliente do Banco para receber. Há três anos eu faço meu cadastro para receber e sempre chegou direitinho em casa.
Não percam essa oportunidade de incentivar desde cedo o hábito da leitura nas crianças, e o melhor: sem precisar gastar nada. Mas corram, pois os cadastros podem ser feitos até quando durar o estoque!



quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Brigas entre irmãos: O que fazer?

Olá Amores!

Hoje vim falar um pouquinho sobre a "fase chata da vez" que estamos passando em casa, as brigas entre irmãos, que sabemos ser normal mas que estressa qualquer mãe. Aqui como são só dois, eles brincam muito juntos, porém sempre tem um B.O durante a brincadeira, e é um tal de: Mãe o Arthur puxou meu cabelo, Mãe a Leticia pegou o brinquedo que eu estava brincando...e aí pra virar choro e confusão é um pulo. Pesquisei a respeito de qual é a atitude mais acertada que os pais devem tomar nessas situações e vou compartilhar aqui um texto bem bacana que encontrei com dicas do psiquiatra e  ex-presidente da Associação Brasileira de Neurologia e Psiquiatria da Infância e da Adolescência no Rio de Janeiro, Alfredo Castro Neto, que tem me ajudado a lidar com essa situação e talvez possa ser útil para vocês também! Confiram:

A paz é possível?
Segundo Neto, o melhor caminho é criar uma atmosfera acolhedora e de liberdade emocional dentro de casa. Se a criança fala abertamente aos pais que sente raiva do irmão, ela é imediatamente punida. No entanto, se diz que gosta da irmãzinha, recebe um abraço. "A mensagem é simples: a mentira é premiada enquanto a verdade é punida, e essas ambivalências reprimidas geram agressividade", explica. 
O melhor comportamento é entender a raiva e frustração do filho e, junto com ele, transformar os sentimentos. Além disso, a atenção exclusiva beneficia tanto os pais, que passam a conhecer cada filho individualmente, quanto os filhos, que conseguem estabelecer, naquele momento de exclusividade, uma relação direta e única, sem a influência do comportamento dos irmãos ou de alguma competitividade presente na família. "É muito importante que os pais programem passeios com um dos filhos de cada vez para atender a vontade de todos", explica. Além disso, é importante não forçar os filhos a fazerem tudo juntos. É normal que tenham gostos e turmas de amigos diferentes.

Os pais precisam ensinar aos filhos a perceberem os sentimentos envolvidos e a pensarem no bem-estar da relação. Devem intervir firme e controladamente e, se necessário for, aplicar um tipo de punição. No entanto, grande parte das vezes é impossível saber quem começou a briga, já que cada um apresentará a sua versão dos fatos. Nesse caso,  recomendo que os pais penalizem todos os filhos envolvidos e não tentem decidir pelos relatos quem foi o culpado. "Se brigam pelo computador, todos devem ficar sem ele para pensar em uma maneira de compartilhar."


Então é possível ter paz? Difícil. "Relações intensas dificilmente são estáveis e calmas a ponto de serem pacíficas". Normalmente, irmãos que nunca brigam mantém uma relação mais superficial. Dentro de uma família saudável, os desentendimentos sempre acontecerão porque ensinam a cada envolvido a pensar diferente e a superar limites. Se um dos filhos se sentir desrespeitado, todos devem pensar como a relação pode ser melhorada, porque as relações familiares são um grande treino para a vida. "Os intolerantes em casa tendem a ser assim socialmente, portanto, ajudar os filhos a desenvolver formas de lidar com a competição, ciúme, rivalidade e diferenças é um bem não só para ele, mas para a sociedade."


segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Modas Baby Trianinha!

Olá Amores!

Tem épocas quer parece que o Baby Boom estoura, e não sei vocês, mas eu estou com um monte de amigas grávidinhas e que sempre me pedem dicas de lugares legais aqui em CG para comprar o enxoval, fazer lista de chá de bebê etc. Uma loja que eu gosto bastante e sempre indico é a Trianinha, pois é super completa e lá as futuras mamães podem encontrar desde itens para o enxoval como lençóis, paninho de boca, toalha de banho...como roupinhas, saídas maternidade, Bolsas e malas e até acessórios para o bebê. Também é possível fazer a lista de chá de bebê na loja com direito a um brinde especial. Pensando nas minhas leitoras grávidinhas, fiz uma visita na loja e fotografei para vocês diversas peças da Coleção Baby. Vejam só quantas fofurices:



















Vale a pena a visita!


 Trianinha
End: Rua Bahia, 522, Jardim Dos Estados, Tel: (67) 3026-1100
Facebook: https://www.facebook.com/Trianinha Instagram: @trianinha
Blog:http://trianinha.blogspot.com.br/



domingo, 12 de outubro de 2014

Quando crescer, quero ser criança...

Esse mês comemoramos o dia das crianças e eu não poderia deixar de  prestar minha homenagem para esses pequenos serzinhos, que possuem uma capacidade única de transformar todo o mundo à nossa volta.
Quem dera que todos os adultos tivessem, um terço ao menos, de toda a sinceridade, inocência, e bondade que habita os corações infantis.
Amo a alegria espontânea, a energia inesgotável, e o amor imaculado que não conhece preconceitos, amo a honestidade e a capacidade de viver intensamente o presente que só as crianças possuem.
Que possamos aprender com eles, a ter mais verdade nos sentimentos, a viver mais o hoje e menos o amanhã, a libertar o espírito de mágoas que nos consomem.
De vez em quando é preciso voltar a ser criança, tirar os sapatos, morrer de rir de coisas banais, se lambuzar com um doce, viver despreocupadamente.
Para uma criança todos os dias são dias de festa,  e é justamente essa alegria tão peculiar dos pequenos, que devemos tentar cultivar em nosso dia a dia.
Desejo um Dia das Crianças colorido e especial a todas as crianças, mas em especial, aos meus filhos Letícia e Arthur, que trouxeram luz para minha vida e que, independente da idade que tiverem, serão para sempre, as minhas crianças tão amadas.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Dia das Crianças Shopping Campo Grande!

Olá Queridas!

O Dia das Crianças está chegando e o Shopping Campo Grande preparou uma programação especial para a criançada, que começa a partir de amanhã.
Além disso estão sendo distribuídos vouchers em todas as lojas, onde os clientes poderão preencher c uma frase com as palavras: Shopping Campo Grande, Rio Quente Resort e Voe Viagens, e o tema da frase tem que ser o dia das crianças. A frase mais criativa ganha uma viagem de três noites para o Rio Quente Resort. A promoção é válida até 31 de outubro.

A programação é gratuita. Confiram:

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Dicas de Presentes para o Dia das Crianças!

Olá Pessoal!!

Hoje tem mais diquinhas de presentes para o Dia das Crianças do Site Oportunidades Todo Dia, corre que ainda dá tempo de fazer os pedidos!


Vestido Princesa Anna R$ 89,90

Vestido Princesa Elsa R$ 89,90


Peppa Pig Musical - Canta e Dança - Promoção dia das Crianças De: R$ 89,90 por R$ 69,90

Travesseiros Peppa Pig e Frozen - Macios e Confortaveis R$ 35,90

Frozen - Boneca Elsa R$ 29,90

Boneca Ana com Olaf R$ 59,90

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Arthur!

Meigo. Carinhoso. Gênio fácil. Doce. Não esse não é o meu Arthur. Até porque seria muito fácil ter dois filhos com essas características. Ele é bravo, carrancudinho, gênio forte e preciso sempre implorar por um abraço ou um beijo. Ele torna o exercício da maternidade um desafio e me ensinou que mesmo gerados no mesmo ventre e educados da mesma forma, os filhos podem possuir personalidades opostas. Eu não vou negar, que com ele tudo é mais difícil e algumas vezes já pensei: porque ele não podia ser tão fácil de lidar quanto a irmã? Sim essas comparações são terríveis, e me sinto péssima quando acontece, mas é inevitável esse pensamento em alguns momentos pois é muito mais fácil educar e até amar o filho que se doa. Porém eu aprendi a respeitar a sua essência e as suas reservas, e todos os gestos de carinho dele são recebidos por mim com grande alegria, pois apesar de não serem constantes quando ocorrem são sempre sinceros. Arthur é meu menino de futuro brilhante. Apesar dele só ter 3 anos eu sei que ele vai conquistar o que quiser na vida. E que ás vezes eu vou precisar da força e da obstinação dele para lembrar que meus sonhos também podem se tornar reais. Arthur é meu menino difícil, mas que conserva intacta sua capacidade de se emocionar e se sensibilizar com uma situação triste por exemplo. Arthur tem pressa pra viver e eu muitas vezes preciso acelerar a marcha para acompanhá-lo. Arthur me testa, me tira a paciência e me faz chorar sobre o travesseiro arrependida de ter perdido as estribeiras com ele. Arthur tem uma independência emocional que impressiona. Ele largou o peito por vontade própria aos 7 meses e apesar da minha insistência nunca mais pegou, jogou a chupeta fora aos 9, me deu tchau a primeira vez que foi dormir na casa da vó e nem lembrou que os pais existiam, e ás vezes quando eu pergunto se ele quer que eu conte uma historia antes de dormir ele diz: não obrigada mamãe, já pode ir para o seu quarto. Ele nunca foi daquelas crianças que solicita a mãe o tempo todo. Eu até já quis que fosse pois uma parte minha se sente rejeitada. Mas apesar disso, eu sei que ele me escolheu para ser sua mãe e chegou para mim mesmo contra todas as possibilidades. E talvez por saber disso, o dia do seu nascimento, foi a emoção mais forte que eu já senti na vida. Ali eu percebi que estava recebendo uma benção, e que eu também o escolhi. Ele, e somente ele, precisava ser o meu menino. Bravo, mal humorado genioso, porém imensamente especial e amado. E é exatamente por isso, que se eu pudesse escolher que ele fosse diferente, eu escolheria que ele continuasse sendo, exatamente do jeitinho que ele é. Eu te amo absurdamente meu filho, e obrigada por ter vindo nessa vida pra mim.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Dia das Crianças Anita Shoes: Foi Lindo!!!

Olá Pessoal!

No último sábado estive presente com as crianças na loja Anita Shoes da Av. Mato Grosso que preparou uma programação mega divertida para as crianças em comemoração ao Dia das Crianças. Brinquedos, pipoca, picolé e diversas outras atrações fizeram a alegria da garotada. A empresa Baby Folia montou um Espaço Kids que foi a alegria dos pequenos, e a loja 1+1 também esteve presente mostrando as peças lindas da Coleção Primavera/Verão. Mas quem roubou a cena mesmo foram as irmãs Rafaella Lie e Julia Aya, que ficaram famosas no instagram depois que a mamãe Karen começou a postar os lookinhos fashionistas e muito fofo das pequenas. Tive a oportunidade de conhecer a Karen que é uma simpatia em pessoa, e também as meninas que brincaram e se divertiram muito. A Rafa ao final até pediu para ser organizado um desfile, pois ela queria desfilar, e todas as crianças presentes participaram e arrasaram na passarela improvisada.
Agradeço a Anita Shoes pelo convite e iniciativa de organizar eventos assim pensando em nossos pequenos. A Coleção de sapatos infantis também está um arraso (claro que estando lá, não resisti e fui espiar) diversas opções lindas para as kids de todas as idades. Confiram um pouquinho do que rolou por lá:














































Anita Shoes
Av. Mato Grosso, 2953
Tel: (67) 3041-7901
Instagram: @anitaonline