sexta-feira, 3 de julho de 2020

Retrato de um quarentena


Essa foto meio embolada, sem enquadramento e produção zero, é um retrato perfeito de tantos dias da nossa quarentena.
Eu já trabalhava praticamente apenas home office então isso não foi nenhuma grande mudança pra mim, a novidade veio por conta da companhia full time das crianças, que sem ir para a escola, passam todo o tempo disponível desse jeito aí: literalmente grudados aonde quer que eu esteja.
Sendo totalmente verdadeira, confesso que frequentemente sinto falta do silêncio e da paz para o trabalho, uma falta que por vezes assemelhou-se a uma sensação de sufocamento e irritação. Mas hoje, quando os vi assim decidi ressignificar esses sentimentos. Projetei a vida para um futuro não tão distante, com eles crescidos, onde a minha companhia não será tão solicitada. E percebi que a vida é feita de ciclos e preciso aproveitar esse momento onde ainda sou tão necessária aos olhos deles, onde me abraçam pelas pernas e cinturas e ali querem ficar. Tudo passa, novas fases virão, os interesses mudarão e chegará o tempo que outras companhias serão prioridade para eles. Porém, se o hoje for vivido e aceito em sua plenitude, terei a serenidade necessária para entender e acolher os ciclos inevitáveis das estações da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vou adorar saber sua opinião sobre esse assunto!

Disqus for maenual




eXTReMe Tracker