segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Dicas para acabar como chororô na hora de tomar Remédio!!!

Olá Mamães!!!

O post de hoje foi uma sugestão de uma leitora, que escreveu pedindo dicas sobre como dar remédios às criança de maneira não traumática. No e-mail ela relatou que tem casos na familia, onde parentes obrigam os filhos a tomar o remédio a força, muitas vezes valendo-se até de agressão física e ela não quer repetir isso com seus filhos.
Bom a primeira coisa que tenho a falar, é que ela está certíssima em condenar esse comportamento, pois esse tipo de atitude apenas piora a situação. Tomar remédio não é algo que as crianças gostem muito, então que façamos da forma menos traumática possível.
Em casa eu não tenho problema nenhum com isso, desde que a Letícia começou a ter algum entendimento, toda vez que eu precisava dar remédio para ela eu não usava a palavra "remédio", pois muitas crianças já associam a algo ruim, eu dizia: Filha vamos tomar "vitamina"? e  explicava que era para sarar o dodói...ela aceitava numa boa. Esses dias ela estava febril e sem que eu falasse nada chegou e pediu: Mamãe dá vitamina pra passar minha febre? Fiquei orgulhosa pois percebi que ela já associa o remédio a algo que vai ajudá-la em seu bem estar.
Mas sei que ela só aceita tão bem, porque foi algo que trabalhei  desde cedo na cabecinha dela, pois uma criança que aprendeu que remédio é algo ruim,  dificilmente vai mudar sua concepção a respeito com facilidade. Portanto, quando a criança precisar tomar alguma medicação, insira isso na rotina dela sem alarde, sem chantagens emocionais, explicando que é algo que será bom pra ela.
No entanto, existem casos que as crianças apresentam muita resistência, porém se o pediatra disse que a medicação é essencial, converse com ele e com o farmacêutico. Pergunte sobre medicamentos alternativos que precisem de menos volume por dose, que tenham que ser tomados com menor freqüência e que tenham obtido uma nota alta no teste de paladar. Um formato diferente pode ajudar, pois há crianças que aceitam melhor um comprimido amassado e escondido na comida que um líquido de gosto amargo.
Para complementar esse post vou deixar algumas dicas retiradas do site da Pampers, apresentando algumas técnicas e estratégias  para dar remédios às crianças, baseadas na idade delas:

Recém Nascidos: Segure seu bebê num ângulo de 45 graus, com as mãozinhas para baixo e a cabecinha apoiada. Utilizando uma seringa plástica, um conta-gotas medicinal ou o bico da mamadeira, pingue o remédio sobre a parte de trás da língua, próximo às laterais. Evite esvaziar o conta-gotas dentro das bochechas do bebê, porque ele certamente irá cuspir tudo para fora na primeira oportunidade. Evite também esguichar o remédio na garganta, porque o bebê poderá engasgar. Depois dê a ele um gole de leite ou suco.

Crianças começando a engatinhar e Pré Escolares: Você pode reduzir o gosto ruim de alguns remédios líquidos de diversas maneiras. Deixe a criança chupar um picolé ou um pedacinho de gelo antes de tomá-lo, pois baixas temperaturas adormecem as papilas gustativas; Misture o remédio com uma comida de sabor forte, como pudim de chocolate. Assegure-se de que a criança coma toda a mistura. Você pode também diluir o remédio num líquido de sabor forte como suco de maçã, contanto que a criança beba tudo.
    Crianças de 1 a 4 anos:  São as que mais se recusam a tomar remédio. Crianças nesta idade têm fortes sensações sobre o que comem e bebem e são cuidadosas, mesmo com coisas gostosas. Ouvir seu filho em relação ao remédio antes de tentar dá-lo geralmente irá quebrar sua forte resistência. Se você continuar firme sobre a necessidade de tomar o remédio enquanto continua a ouvi-lo, poderá ficar surpresa ante a colaboração que eventualmente conquistará dele.
    Depois de tudo, elogie seu filho por ter tomado o remédio. 

    Crianças com mais de 4 anos: Crianças nesta idade podem entender por que o remédio é necessário e ficarem mais controladas ao tomá-lo. Elas podem até mesmo tomar sozinhas, enquanto um adulto supervisiona. Se a criança estiver relutante em tomar o remédio, espere um pouco, mas não desista. Se o problema for líquido de gosto ruim ou remédios mastigáveis, veja se a criança está pronta para engolir comprimidos. As crianças podem aprender a engolir comprimidos a partir dos 5 anos, mas geralmente irão dominar a técnica quando estiverem com 7 ou 8 anos. Para ensiná-la, deixe que a criança pratique engolindo pequenas porções de comida mole sem mastigar. Aos poucos vá mudando para pequenos pedaços mais duros que se dissolvam rapidamente caso fiquem entalados, como confeitos ou pedacinhos de gelo. Quando chegar a hora de tomar remédio, tente comprimidos pequenos inteiros ou grandes cortados pela metade ou em quatro.



    Se alguém tem alguma técnica diferente e eficaz para dar remédio aos filhos não deixe de compartilhar nos comentários.

    Beijos e ótimo dia!
    Cin   
    1 Comentários