quarta-feira, 1 de junho de 2011

TOY STORvo

Brinquedos são uma coisa estranha, pois depois que entram na casa da gente pela 1° vez começam a se multiplicar e se emaranhar por todos os lugares feito erva daninha.
Aqui eles chegaram timidamente quando a Letícia nasceu, alguns chocalhos, ursos de pelúcia e pequenos mordedores, nada que eu não conseguisse acomodar em uma gaveta na cômoda dela. Mas conforme ela foi crescendo, eles foram se multiplicando e se espalhando pela casa. Avós, tios, amigos e padrinhos contribuiram significativamente para sua proliferação.
De repente, não cabiam mas no quarto dela e se acomodaram confortavelmente na minha sala de estar, vários no sofá, outros no tapete, alguns deles se moviam sem que eu percebesse até a cozinha e tinham até os mais abusados que volta e meia resolviam se esconder pelos banheiros...
Não foram poucas ás vezes que tropecei/enrosquei/chutei ou esbravejei com eles pelo meu caminho, e num dia de fúria decidi que era hora de um "limpa",  fiz uma sacolada imensa  para doação achando que estava cortando o mal pela raíz, mas qual foi minha surpresa quando percebi que novos deles chegavam a todo momento...
Quando engravidei do meu 2° filho, joguei a toalha e, enfim, entendi que minha batalha seria perdida, pois agora seriam brinquedos para "dois" espalhados pela casa.
Atualmente aprendi a ter uma relação relativamente civilizada com eles, me controlo para não agredi-los e desisti de tentar mantê-los escondidos das visitas, já até os apresento como parte da decoração.
De tempos em tempos quando não consigo dar 2 passos sem tropeçar em um deles, repito as doações, mas como disse, eles sempre dão um jeito de retornar, desconfio que fizeram cópias das chaves da casa e entram escondidos pela madrugada enquanto todos dormem.
O que eles não sonham é que brevemente pretendo mudar de casa e a minha principal exigência  é que essa nova casa tenha um quarto extra, o qual  transformarei numa brinquedoteca e lá eles ficarão trancados para todo o sempre.
Portanto, minha vingança já está mais do que arquitetada e nem me importo com as risadinhas provocativas quando passam por mim, afinal, como diz o velho ditado: quem ri por último ri melhor!

18 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Passo por isso, diariamente! Já até comentei com você que aquele ditado: QUEM DÁ, RECEBE EM DOBRO, SE QUADRIPLICA quando a doação é brinquedo!
    Só acalmei meu stress com os Storvos quando, falando com meu pai ele disse: SINTO FALTA DOS BRINQUEDOS PELA CASA... VOCÊS CRESCERAM!

    ResponderExcluir
  3. Meninaaaa, estou passando por isso na minha casa, e para ajudar Gabriel faz 1 ano agora, dia 18 de Junho...já estou apavorada com a quantidade de brinquedos que ele vai ganhar...minha casa é minúscula, não tem espaço para brinquedos grandes...já disseram que ele vai ganhar uma motoca e um carro de passeio... onde vou por tudo isso?! God...

    ResponderExcluir
  4. Cin, é assim mesmo.. la em casa a sala é o unico lugar que eles entenderam que nao podem ir.. sorte minha ter um filhote organizado e que após brincar coloca ordem na gurizada e todos para o armario.. rsrsrs..
    mas qto maiores eles ficam, mais brinquedos entram isso eu te garanto..
    bjos
    Livia

    ResponderExcluir
  5. ADOREI SEU BLOG.
    VOU PASSAR SEMPRE POR AQUI E LER COM CALMA, OK? OBRIGADA PELA VISITA NO MEU.

    BJUSS!

    ResponderExcluir
  6. Cin, eu adooooooooooorei esse post, ri muito e já imaginei as cenas kkkkkkkk... parabéns, to amando o blog... beijosss

    ResponderExcluir
  7. Minina não comentei antes pq o blogger não tava deixando!!
    Que alegria ver vc de volta!! Saiu grávida de uma e já tem dois!! Que legal!!
    Esse negócio de brinquedo é um inferno mesmo, os do Gabriel ficavam no quarto dele, as poucas vezes que vinham pra sala eu já colocava de volta! Pq parece que eles tem vida mesmo eu heim!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  8. Nossa eu tb tenho vontade de ataca-los de vez em quando...kkkkk esses dias num ataque de furia (minha) quase joguei uma bendita abelhinha que não pode encostar que ja começa a cantar...kkkkk

    bjos

    ResponderExcluir
  9. O pior é qdo fica td espalhado, e no meu caso, mando a Giulia pegar 1009087546 vezes e ela nao guarda os brinquedos...
    rss...faz parte!
    Já doei mtos, mas alguns ´vão pro lixo msmo...
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Ando com essa pulga atrás da orelha... apto pequeno... o que fazer para o canto dos brinquedos não ficar mais parecido com o canto da bagunça?!!! Afffe...
    bjs
    Fabiana
    http://2-ao-quadrado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Já estou seguindo seu blog e amando tudo oque vc escreve!
    Aqui em casa é igual, fechei a varanda com blindex e coloquei todos lá!!
    Bjos
    Carol
    http://maeencantada.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Vixi, na minha casa, eles tb se multiplicam, espalhados por todo lugar, gostam mais da sala e do meu quarto. Morri de rir do seu relato!!!! Cin, desisite, eles são a maioria!!!! bjssss. Karol

    ResponderExcluir
  13. Cin, muito bom o post...ri muito! Eu lembro o dia que fui na sua casa, a primeira coisa que vc disse foi que não era pra eu ligar, pois os brinquedos faziam parte da decoração...rsrsrsrs
    Bjsssss e parabéns o blog está lindoooo!

    ResponderExcluir
  14. Gostei do teu post ri muito lendo.casa que tem criança é assim mesmo os brinquedos vivem espalhados para todo lado ...Bjus

    ResponderExcluir
  15. aqui a varanda ja foi tomada ha meses!!! Bjs

    ResponderExcluir
  16. a sala já foi invadida por brinquedos, eu não me incômodo...fazer o que...é uma batalha perdida..rs!!Bjos!!

    ResponderExcluir
  17. Cin...
    Nossa to rindo aqui, cada dia vc se supera com seus posts, adorooooo*
    Entaum nossa ja fiz doações tbem,agora as crianças estao crescendo e o negocio agora é papel, aff p que guardar tanto papel minha gente...Eu tenho varias revistas de noiva, livros, diarios, mas tdo no seu devido lugar..As crinças tem brinquedos na casa da minha mae e qdo ela fala se nao vou levar p/ minha casa me faço de desentendida(ainda bem que ela nao sabe mexer nesse negocio ak rs)!!

    ResponderExcluir
  18. Os milhares de brinquedos acabam com a gente, mas o melhor disso tudo é que podemos aproveitá-los para ensinar aos nossos filhos a importante lição da doação.
    Todo ano, eu e Maria Luíza separamos aqueles brinquedos (entre bonecas e jogos) que ela já aproveitou, mas que ainda dá pra outra criança brincar e os separamos e entregamos para doação. Digo pra ela que quanto mais a gente dá, mais se recebe. E olha que ela recebe mesmoooo e fica muito feliz pelos novos presentes e pelo fato de ter feito outras crianças felizes.
    Devemos ensinar os nossos filhos a não ser tão materialistas e apresentá-los o verdadeiro sentido da vida que é amar e ajudar uns aos outros.

    ResponderExcluir

Vou adorar saber sua opinião sobre esse assunto!

Disqus for maenual




eXTReMe Tracker